Dicas em Conta Gotas - por Renato Fazzolari    

"Dicas em Conta Gotas”, são matérias compactas que periodicamente a AGRHO divulga e que abordam temas variados e relevantes. O Objetivo é  despertar e/ou orientar nossos parceiros, sobre as armadilhas organizacionais e comportamentais do dia-a-dia. Para ler mais dicas, clique

INÍCIO DE SAFRA, FIM DE SAFRA. INÍCIO... FIM...

Tudo parece igual, mas tudo vai ficando diferente.

 

Durante muitos anos, quando prestava consultoria para as usinas, eu tinha uma sensação, a qual ainda tenho, de que o tempo passava muito rápido: em um momento estava-se iniciando a safra e em um piscar de olhos vinha a missa ou culto de encerramento de safra.

Nesse espaço de tempo, a impressão que se tinha é que tudo se repetia, era a mesma coisa. No entanto, quando se analisa um período mais longo, de várias safras, é que se percebe o quanto as coisas mudaram. Vou dar rápidas pinceladas para ajudar a despertar para esta realidade.

No início dos anos 80, quando eu ainda estava no CTC (Centro de Tecnologia da Coopersucar),  me recordo de alguns fatos interessantes: Ninguém queria trabalhar em usina, a imagem do setor era muito ruim; A colheita era feita praticamente toda manualmente; O setor era um dos que pior remunerava no mercado; A maioria das usinas eram familiares e de origem nacional; Usina que moía em torno de 1 milhão de tonelada era considerada uma usina média; Eram muito pobres as tecnologias utilizadas tanto na agrícola, quanto na indústria; Vinhaça, palha, energia elétrica nem pensar. Se formos relatar todas as demais situações existentes na época, precisaríamos de um tratado, coisa que este compacto artigo não comporta.

Relatamos alguns poucos fatos acima, pois qualquer um que fizer uma simples análise com as condições atuais e com as tendências futuras, facilmente constatará as enormes transformações que naturalmente e de forma gradativa acontecem, e que na maioria das vezes passam despercebidas.

Há um ditado popular que diz: “Se fizeres as coisas da mesma maneira, os resultados serão os mesmos”. Mas como na vida tudo muda continuamente, o fazer da mesma maneira, o não se modernizar e se adequar às novas condições, é ver o bonde da história passar e ficar para trás, e a Lei da Seleção Natural se incumbirá de fazer o que sempre faz, ou seja:  os mais competentes irem substituindo os menos competentes.

Início de safra: Será que estamos levando em consideração as novas condições que os tempos atuais estão reclamando? Ou fazendo como o avestruz que enfia a cabeça na areia por não querermos nos conscientizar da realidade, e utilizando aquela fatídica frase: “Sempre fizemos assim e não é agora que vamos mudar”, ou mesmo, “Em time que está ganhando não se mexe”.

Este alerta que estamos dando, é para todos os amigos da AGRHO, cada um em seu papel e responsabilidade na empresa. Todos temos o poder e a obrigação de melhorar continuamente e cooperarmos para o sucesso do local onde ganhamos o pão. Se cada um fizer sua parte, com certeza todos ganharão, e pela lei da seleção natural, nós é que seremos os mais competentes, e não seremos substituídos por outros, pelo contrário, nós é que substituiremos os menos competentes, que por acomodação perderam o bonde da história.

E aí, vai fazer sua parte?

|
|
|
|
|
Rua Siqueira Campos, 17 - Conj.03 - Galeria Martinelli - Sousas - Campinas - SP
AGRHO - Todos os direitos reservados.
.