Dicas em Conta Gotas - por Renato Fazzolari    

"Dicas em Conta Gotas”, são matérias compactas que periodicamente a AGRHO divulga e que abordam temas variados e relevantes. O Objetivo é  despertar e/ou orientar nossos parceiros, sobre as armadilhas organizacionais e comportamentais do dia-a-dia. Para ler mais dicas, clique.

COMO OTIMIZAR O POTENCIAL DE CADA FUNCIONÁRIO AO CARGO

(PARTE FINAL)

Ajustar o cargo à função com a realidade da usina  

Hoje vamos completar a série sobre o tema “Como Otimizar o Potencial de Cada Funcionário ao Cargo”. No entanto, se durante as três partes deste tema você por ventura pensou, - “essas são ações de responsabilidade da empresa e não minha”, devo-lhe dizer que infelizmente você não entendeu nada, pois todas essas ações dizem respeito diretamente a você. Faço esta “provocação” para que pense no assunto, e porque nesta última parte seguiremos na mesma linha.

Na Parte I, procuramos explicar de maneira prática o ensinamento de Filosofia que diz –“Conheça a ti mesmo”, de maneira que respeite a sua realidade para fazer suas ações.

Na Parte II, buscamos na arquitetura, como estruturar a empresa e materializar no esqueleto “organogramas” que possibilitem viabilizar com eficiência as ações pretendidas.

Na Parte III, visamos dar o mecanismo de ajustar cada peça da construção, ou seja, como otimizar o profissional dentro da função que deve exercer.

Como você pode ter observado, em todas essas partes, sugerimos ações estruturais que, apesar de aparentarem muita complexidade, são simples e de fácil execução, porém todas se alicerçam em ações mecânicas. Para completarmos nosso tema, falta esta última parte, a qual dará vida não só às partes precedentes, bem como é o principal fator para a obtenção da otimização de cada funcionário ao respectivo cargo.

Óbvio que fatores como o mercado, ramo de atividade, momento econômico, e, principalmente, competência para atuar nesse cenário são muito importantes, porém, o grande diferencial das empresas bem sucedidas, está diretamente relacionado com o fator humano e a pré-disposição a qual seus funcionários adquirem para se envolver e se comprometer com as empresas.

E como se obtém essa pré-disposição?

A chave para esta resposta encontra-se em fatores tidos como subjetivos, abstratos, porém, são os mais concretos quando nos referimos a resultados, e o principal fator se chama “CONFIANÇA”, (A palavra CONFIANÇA, vem do Latim CONFIDERE e significa acreditar com firmeza, crer, ter fé) tem na base o respeito, a transparência, e a sinceridade. Esse conjunto de posturas, determinarão a atitude, e a postura cultural dos profissionais da empresa (ou de departamentos dentro da empresa). E como atitude é a pré-disposição para a ação, podemos afirmar que, quando se obtém a atitude coletiva positiva, consegue-se maior potencial humano para se atingir as metas e objetivos com eficiência.

Ressalvamos ainda que, quando a empresa atinge este estágio, se torna um terreno fértil para obter bons resultados em qualquer nova implantação de sistemas e/ou treinamentos, pois poderão contar com os funcionários que estarão envolvidos e comprometidos com a empresa.

Perceberam qual o caminho para se conseguir “Como Otimizar o Potencial de Cada Funcionário ao Cargo”.

E se a empresa conseguir fazer com que cada um otimize suas atividades profissionais, a força de trabalho será tal, que o sucesso será uma consequência natural.

Daí podemos ouvir, sem hipocrisia, a frase de que realmente o fator humano é o maior patrimônio da empresa.

 

|
|
|
|
|
Rua Siqueira Campos, 17 - Conj.03 - Galeria Martinelli - Sousas - Campinas - SP
AGRHO - Todos os direitos reservados.
.